Sábios do Asfalto

Seja bem vindo ao fórum dos Sábios do Asfalto MTC, destinado a todos amantes de motociclismo , membros e amigos !!
Crie seu login, e apresente-se no tópico " Apresentações" e se sua intenção for se tornar um Sábio do Asfalto. Acesse as informações no mesmo tópico de apresentações no subtópico: Quer ser tornar um Sábio ?
Gostaríamos muito de conhecê-lo !!!
Obrigado !!!

    Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Compartilhe
    avatar
    Lillity
    Colaborador
    Colaborador

    Mensagens : 17
    Data de inscrição : 01/04/2010
    Idade : 34
    Localização : Suzano SP
    Emprego/lazer : Comerciante / Motocar, curtir minha família, ouvir músicas etc.

    Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Mensagem  Lillity em Qui 22 Abr 2010 - 19:48

    Visando melhor segurança durante uma viagem em grupo com diversas motos, alguns padrões de sinais podem ser úteis na comunicação entre os membros do grupo.

    O sinal deve ser preferencialmente feito com a mão esquerda - que é a mais "livre" durante a pilotagem.

    Nas ilustrações abaixo, você está vendo a moto por trás (ou seja, vendo a moto que vai imediatamente à sua frente).

    1) A mão e o braço esticado sobem e descem sucessivamente:
    Perigo, atenção. Reduzir a velocidade.

    2) Braço esquerdo dobrado sobre o capacete com a mão apontando para a direita:
    Atenção, reduzir para entrar à direita.

    3) Com o braço para cima, indicar o “número 2” com a mão:
    Voltar à formação normal (fila dupla alternada).

    4) Com o braço esquerdo para baixo, fazendo círculos com o dedo indicador:
    Polícia à frente. Reduzir velocidade / Atenção.

    5) Apontar com o pé esquerdo para o asfalto:
    Buraco, óleo ou outro tipo de obstáculo, do lado que foi indicado. Reduza a velocidade e procure desviar (quando possível).

    6) Apontar com o pé direito para o asfalto:
    Buraco, óleo ou outro tipo de obstáculo, do lado que foi indicado. Reduza a velocidade e procure desviar (quando possível).

    7) Mão esquerda apontada para cima e espalmada:
    Atenção, situação de emergência à frente, exigindo cautela e redução de velocidade imediata.

    Cool Com o braço para cima, indicar o “numero 1” com a mão (em cima do capacete):
    Todos deverão assumir a formação de fila indiana única.

    9) Braço esquerdo apontado para a esquerda:
    Atenção, reduzir para entrar à esquerda - o piloto deve sinalizar com o braço e acionar o pisca esquerdo em seguida.

    Quando o grupo parar em posto de combustível, parar as motos na bomba a 45º, de frente para a mesma. Com isso ganha-se espaço e tempo, pois conseguirá abastecer de três a quatro motos sem manobras.



    Fonte: www.motoscustom.com.br


    Mais outras dicas sobre segurança acesse: www.motoseguranca.com.br/dicas.html
    avatar
    Serginho

    Mensagens : 7
    Data de inscrição : 07/09/2010
    Idade : 44
    Localização : Sampa

    Re: Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Mensagem  Serginho em Ter 12 Abr 2011 - 10:37

    Muito legal as dicas, parabéns.

    avatar
    Alexandre Zelmikaitis

    Mensagens : 4
    Data de inscrição : 01/06/2011
    Idade : 45
    Localização : Poá/SP
    Emprego/lazer : Contabil & Finanças / Familia, Moto, Rock...

    Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Mensagem  Alexandre Zelmikaitis em Sex 10 Jun 2011 - 9:58

    Fantásticas dicas!!!

    Isso deveria ser instruído e levado bem mais a sério nas auto-escolas.

    Parabens pelas ótimas dicas.

    E obrigado por divulgar.

    Abraço forte,
    Alexandre Zelmikaitis

    avatar
    Lillity
    Colaborador
    Colaborador

    Mensagens : 17
    Data de inscrição : 01/04/2010
    Idade : 34
    Localização : Suzano SP
    Emprego/lazer : Comerciante / Motocar, curtir minha família, ouvir músicas etc.

    Re: Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Mensagem  Lillity em Sex 10 Jun 2011 - 19:22

    Alexandre Zelmikaitis escreveu:Fantásticas dicas!!!

    Isso deveria ser instruído e levado bem mais a sério nas auto-escolas.

    Parabens pelas ótimas dicas.

    E obrigado por divulgar.

    Abraço forte,
    Alexandre Zelmikaitis


    Like a Star @ heaven Opa Obrigado Serginho e Alexandre...espero ter ajudado pois, essas dicas ja me ajudaram bastante!

    Abraços. Like a Star @ heaven
    avatar
    Alexandre Zelmikaitis

    Mensagens : 4
    Data de inscrição : 01/06/2011
    Idade : 45
    Localização : Poá/SP
    Emprego/lazer : Contabil & Finanças / Familia, Moto, Rock...

    Contra-Esterço

    Mensagem  Alexandre Zelmikaitis em Qua 27 Jul 2011 - 18:36

    Lillity, apenas compartilhando mais dicas com vocês, segue mais uma;

    (26-07-11) – Na última coluna deixei este assunto em suspense porque exige muito espaço e explicação. Uma das formas mais eficientes de pilotar motos, sobretudo as mais pesadas, é por meio da técnica do contra-esterço. Não confunda com o contraesterço praticado em carros e karts, quando começam a derrapar de traseira. Nem com a pilotagem agressiva nas pistas quando o piloto mantém a moto derrapando.

    O contraesterço que vou explica poderia ser chamado simplesmente de “esterço” que também estaria certo e não causaria nenhum nó da cabeça das pessoas. O problema está em mentalizar esse “contra” que aparece na frente.

    Basicamente se resume em provocar um desalinhamento na moto em movimento de forma intencional. Imagine que a moto é um veículo com duas rodas em posição definida como “tandem”, ou seja, uma na frente da outra e não ao lado. Se provocarmos um desalinhamento na roda dianteira o veículo tentará realinhar sozinho. Para isso produz uma inclinação no sentido contrário e traz a roda junto. Resumindo: quando se empurra (note que é empurrar e não inclinar) o guidão para o lado esquerdo, a moto se inclina para a direita e a roda gira para a direita.

    Sim, é complicado de explicar por escrito. Sempre aviso que ensinar a pilotar por escrito é tão difícil quanto ensinar um índio que nunca usou sapatos a fazer o laço pelo telefone. É o tipo de situação que só se percebe fazendo e ponto final.

    Mas para não sobrecarregar nem complicar seu cérebro, esqueça o contra e pense no esterço. Se quiser desviar para a direita empurre o guidão com a mão direita; se quiser virar à esquerda, empurre a mão esquerda e pronto, tudo se resolve.

    Durante as aulas do curso SpeedMaster de pilotagem eu gosto de pegar todos de surpresa com uma pergunta, como aquelas “pegadinhas” de vestibular: “Qual a forma mais rápida de desviar de um obstáculo”. Seguem-se várias respostas, das mais originais e a surpresa geral vem na hora de revelar a reposta certa: basta virar o guidão para o lado contrário da onde se quer ir.

    Para comprovar esse efeito, usamos um dos exercícios do curso, delicadamente apelidado de “Atropelando a Velhinha”. Colocamos um cone de borracha e o aluno precisa desviar da forma mais rápida e eficiente. Primeiro cada um faz o exercício utilizando suas próprias técnicas de pilotagem. Depois vem a orientação que normalmente dá um nó na cabeça dos alunos.

    Para desviar para a esquerda, deve-se pressionar o guidão com a mão esquerda, empurrando-o para o lado direito. Após uma secessão de ooohhhhhs e aaaahhhhhhs, fica claro que ninguém ali acreditou numa só palavra, então partimos para a aula prática. Eu mesmo faço o exercício diante de vários pares de olhos arregalados. Com apenas a mão esquerda no guidão eu sigo até quase bater no cone e faço a manobra, desviando a moto para o lado esquerdo.

    Após constatarem que realmente funciona, chega a vez de os próprios alunos repetirem a manobra. No começo alguns ainda não acreditam, mas após algumas repetições todos concordam que o desvio da trajetória é muito mais rápido.

    Pegue sua bicicleta – se não quiser arriscar a moto – e quando estiver em uma boa velocidade, empurre (veja bem, é para empurrar, não é para inclinar) o guidão para a direita e perceba que a bicicleta vai desviar imediatamente para a esquerda. Depois pegue a moto e em uma estrada bem larga, acima de 60 km/h, tente mentalizar um obstáculo e faça a experiência de empurrar o guidão para qualquer lado. A reação será o desvio para o lado contrário.

    Aplicações do contraesterço

    Desviar de obstáculos – como foi explicado, é a forma mais rápida de desviar a trajetória.

    Curvas – Em alguns casos, quando o motociclista programou errado a velocidade, a moto tende a abrir a curva, querendo invadir a pista contrária. Neste momento basta empurrar o guidão com a mão do lado interno da curva que a moto “fecha” a trajetória sem precisar reduzir a velocidade. Se a curva é para a direita, empurra-se o guidão com a mão direita e tudo se resolve. A técnica do contra-esterço é muito utilizada nas competições, principalmente nas curvas de baixa velocidade, na qual o piloto precisa contornar a curva sem deixar cair muito o giro do motor.

    Ultrapassagens – Para sair de trás de um carro ou moto, sem usar a cintura ou as pernas, basta empurrar o guidão com a mão para onde quer desviar: mão direita = vire à direita; mão esquerda = vire à esquerda.

    Desviar de animais – Por estar também em movimento, é preciso muita calma e controle mental, porque a última coisa que o motociclista pode fazer é atropelar um animal freando a moto. Neste momento o impacto pode ser tão forte que a moto capote de frente. É preciso reagir rápido, desviar, mas sem frear! Nesta hora o contra-esterço ajuda muito.

    Falando em animais, viajando pelo interior do Brasil é muito comum encontrar animais na pista. É incrível a quantidade de cachorros atropelados pelos acostamentos. Existem algumas diferenças básicas para desviar de animais. Animais de pequeno porte (gato, coelho, cachorros pequenos) é melhor não tentar desviar porque a chance de acidente é maior do que em caso do atropelamento. Se perceber que haverá o impacto, solte o freio, peça perdão a Deus e siga em frente. O risco de cair ao desviar de um animal de pequeno porte (até cerca de metade da altura da roda dianteira) é muito grande porque eles são extremamente rápidos e imprevisíveis. E pelo baixo peso deles, é pouco provável que irão derrubar uma moto.

    Já os animais de grande porte (cavalo, capivara, jegue, vaca) são mais lentos e mais previsíveis. Quando assustados, os eqüinos têm a tendência de correr para a frente, portanto é melhor desviar por trás do animal. Já os bovinos têm a tendência de andar para trás, por isso é melhor desviar pela frente. É fácil saber a frente dos bovinos: é o lado que tem chifres. A menos que você dê de cara com uma vaca louca, neste caso lembre apenas de não fazer churrasco com a vítima.

    ________________________
    Geraldo Tite Simões é jornalista, instrutor de pilotagem e ministra o Curso SpeedMaster de Pilotagem com apoio de Honda, Pirelli, Tutto e Shoei. www.speedmaster.com.br

    Conteúdo patrocinado

    Re: Sinais e Dicas para Viagem em Grupo.

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 26 Set 2017 - 6:04